Informe Mensal de ProEpi Nº 9 – Setembro de 2018

ProEpi no MedTrop, em Recife

por Equipe ProEpi

Entre os dias 02 e 05 de setembro, Recife recebeu o 54º MedTrop (Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical). Fomos representados pelos associados José Alexandre Menezes, Rui Durlacher e Veruska Maia, que contaram com o acolhimento e valioso apoio da Casa de Chagas e de seu idealizador, Dr. Wilson de Oliveira Júnior. Fica registrada nossa imensa gratidão!

Neste ano fizemos poucas fotos, mas nossa participação de 2015, em Fortaleza, ficou bem registrada! Relembre:


Alto Solimões: agora é oficial

por Sara Ferraz

Desde 2017, somos parceiros do ILMD (Instituto Leônidas e Maria Deane) Fiocruz Amazonas na realização da 1ª Turma de Especialização em Vigilância em Saúde para a Atenção Básica na Tríplice Fronteira do Alto Solimões. No mês de setembro, oficializamos essa parceria. Agora, somo oficialmente um dos parceiros dessa especialização.
A iniciativa também envolve parceiros como a OPAS e Instituto Federal do Amazonas localizado em Tabatinga.
Vida longa a essa cooperação!

Já viu o álbum da nossa última visita à região?


Resposta Rápida para Ebola em Ruanda

por Sara Ferraz

Entre 01 e 07 de setembro, nossa diretora executiva esteve na República de Ruanda representando nossa rede no treinamento de preparação de equipes de resposta rápida para o Ebola promovido pela OMS (Organização Mundial da Saúde), Ministério da Saúde de Ruanda, GOARN e a nossa ProEpi.
Nas palavras dela: “Ruanda é um país incrível com uma história que todos deveríamos aprender.”

Confira nosso registro:


Summer Class na UEFS

por Aristeu Vieira

Nosso associado Aristeu Vieira da Silva compartilhou conosco como foi o Summer Class que aconteceu na UEFS no mês passado. Confira:

“Os Summer Class, na Universidade Estadual de Feira de Santana, têm como objetivo proporcionar o intercâmbio de estudantes estrangeiros com a realidade das instituições brasileiras de ensino e pesquisa. Neste ano de 2018, em sua quinta edição, o Summer Class UEFS teve um tema matriz, a saber a Epidemiologia de Campo (Field Epidemiology). Assim, estudantes de graduação e pós-graduação, tiveram treinamento teórico-prático em análise de dados epidemiológicos e em análise de dados espaciais, bem como treinamento prático na execução de procedimentos laboratoriais, tais como os exames coproparasitológicos pelos métodos de Gordon & Withlock, e pelo método de Mini-Flotac, e exames de detecção de anticorpos de Zika, Chikungunia, Dengue, Hepatite B, Hepatite C, Toxoplasmose, e em cães, Toxoplasmose e Leishmaniose. Nos exames laboratoriais deu-se enfâse a testes rápidos. O curso se deu de 20 a 28 de setembro de 2018, atraindo alunos da própria UEFS (cursos como Ciência Biológicas, Enfermagem e Farmácia e Pós-Graduações como Saúde Coletiva, Evolução e Ecologia). Nesta edição, por motivos alheiros ao nosso controle, houve apenas três alunos estrangeiros, um Costa-Riqeunho, uma Boliviana e um Mexicano. Em dois dias as equipes foram deslocadas para uma região rural de Feira de Santana, onde se coletaram as amostras de fezes e sangue, de humanos e cães, que foram a seguir analisado no laboratório do Grupo de Pesquisa em Zoonoses e Saúde Pública. Seguiu-se um intenso trabalho de transcrição de dados dos pacientes para formulários do EPIINFO, bem como análise e preparação de relatórios. No último dia do curso, os alunos retornaram ao Distrito Rural e apresentaram os resultados às gestaros de saúde da Unidade Básica de Saúde, fazendo s recomendações pertinentes para minimizar o impacto dos agravos de Saúde. O evento contou com palestras e tutoria das Profas. Silvone Santa-Barbara (UEFSD), Anaia da Paixão Cevá (USP), Alexander Welker Biondo (UFPR), Louisie Kmetiuk (UFPR), Rodrigo Costa da Silva (UENP), Ediclei LIma do Carmo (instituo Evandro Chagas / MS), Roberto Dusi (SMS/DF) e Gisele Caldas Alexandre (UFF-RJ), sendo os dois últimos representantes do ProEpi. Em nossa avaliação o evento teve desempenho acima das expectativas, com trabalhos de ensino (de graduação, de pós-graduação e educação continuada), extensão (palestras e visitas à comunidade rural), pesquisa (levantamento do status de saúde baseado na presença de agentes patogênicos) e internacionalização (com a participação de alunos estrangeiros). A ProEpi teve desempenho fundamental nas atividades, inclusive disponibilizando a plataforma EAD para que os cursistas realizasse treinamento sobre o EpiInfo.

Em 2019 teremos nova edição do evento, no período de 5 a 16 de agosto de 2019.”

Créditos da imagem: Edvan Barbosa/UEFS


Investigação de Surtos em Brasília

por Equipe ProEpi

Fechamos setembro (24 a 28) capacitando profissionais com nossa nova metodologia para treinamento de investigação de surtos baseada em role-playing game (RPG).
Contando com nossa já tradicional parceria com a Universidade de Brasília e a Coordenação Geral de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Daniele Arita, Jonas Brant, Sara Ferraz, Simone Pereira e Veruska Maia treinaram 34 profissionais da vigilância de leptospirose de diferentes locais do Brasil.
Simulamos desde entrevistas com pacientes até a comunicação com a imprensa.

Veja no álbum quem esteve conosco:


Resultado das vagas oferecidas pela ProEpi

por Equipe ProEpi

VAGA 092018 (Revisor e-Learning GOARN)
Nossos sócios Eduardo Saad, Érika Rossetto, George Dimech e Patrícia Ferreira dividiram a tarefa de revisar os materiais.


Lembre-se que você pode sugerir temas para as próximas edições. É só falar com a gente em qualquer um dos nossos canais. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.